Polícia da Moda – Bastidores da Modalisboa Boundless – 1º Dia

O 1º dia desta edição da Modalisboa começou mais uma vez com o desfile dos jovens criadores no já icónico “Sangue Novo”, que ao longo de mais de duas décadas tem descoberto e apoiados o talento da moda nacional e que este ano teve como vencedora do prémio FashionClash a designer Rita Afonso e como vencedor do prémio da Modalisboa o designer João Oliveira.

 

Mas no que diz respeito aos bastidores, o desfile do promissor designer David Ferreira foi sem duvida o mais criativo e teatral, quer na sua colecção, que já tinha sido aplaudida pela imprensa internacional na “London Fashion Week”, repleta de cor, mistura de tecidos e materiais, com um design complexo e ainda assim com um corte e acabamentos irrepreensível, mas também no que diz respeito respeito à maquilhagem e cabelos, criando assim um imaginário muito próprio.

 

Este primeiro dia de Modalisboa encerrou com o tão esperado desfile da colecção de Ricardo Preto, que para além de ter um trabalho fantástico e consistente, tem uma legião de clientes que seguem o seu trabalho ao longo da sua carreira, devido ao seu ponto de vista de uma elegância e sofisticação ímpares, onde a fluidez dos tecidos se conjuga com peças mais estruturadas de uma forma muito natural, valorizando e tendo sempre em conta a silhueta feminina. Nesta colecção que teve como ponto de partida o movimento artístico modernista e o estilo arquitectónico da Bauhaus, as peças de roupa foram fieis ao ADN do designer, resultando numa estética sofisticada e depurada, em que cada peça de roupa é especial e única, devido à mestria do design e corte, assim como na escolha perfeita de cada tecido, textura e tonalidade de cor destas, onde nenhum detalhe foi deixado ao acaso. O que as tornam em peças intemporais, que ao mesmo tempo são de uma actualidade absoluta, em que a elegância é reflectida na mulher que veste Ricardo Preto de uma forma subtil mas cheia de personalidade.

 

Sangue Novo:

 

David Ferreira:

 

Ricardo Preto:

 

 

 

 

 

Não existem comentários

Comente este artigo

5 − = 4